31 de agosto de 2010

ALIVIANTES

Amigos...

Resume tanto...


A Lei da Bicicleta:

• 5% das vias urbanas destinadas a construção de ciclo-faixas -- no modelo funcional, interconectando o Centro da Cidade (em Curitiba as ciclovias ligam os parques em modelo turístico)

• bicicletários em pontos estratégicos da cidade:

- Terminais de transporte coletivo
- Prédios públicos (municipal, estadual e federal)
- Estabelecimentos de ensino
- Estabelecimentos comerciais
- Praças Públicas de grande circulação do centro da cidade

• Cultura / Educação -- Sensibilização para cultura do uso da bicicleta como meio de transporte

• Turismo consciente -- Roteiro turístico para conhecer Curitiba de bicicleta (no modelo da cidade do Rio de Janeiro SAMBA - Solução Alternativa para a Mobilidade por Bicicletas de Aluguel).

Participe!

Pense e COMENTE!

OIE MAIS!

Amigos...

O RIO DE JANEIRO continua lindo... e agora vai ter ciclovias INTEGRADAS AO METRÔ! Notícia do G1 sobre as novas licitações em andamento para construção de ciclovias voltadas para o uso da bicicleta como meio de transporte integrado na cidade, deixa claro o que todo mundo já sabe (menos o pessoal da Prefeitura do Recife): as cidades do futuro não poderão abrir mão do uso da bicicleta como meio de transporte. E o RIO, sempre antenado com as novas tendências do planeta, e puxando pela vocação natural de Cidade Maravilhosa, vai mostrando isto de forma bastante incisiva! O Rio tem hoje cerca de 150 quilômetros de ciclovias e espera ter cerca de 320 quilômetros em 2012.  E olhe que a cidade não é tão plana quanto Recife. Vai que é por isto que estão implantando tantas ciclovias, porque além de pensar cartesianamente (no plano), eles pensam em 3 dimensões, incluindo o tempo poupado, ou a melhora da qualidade de vida dos seus cidadãos!

Enquanto isto, em Recife, penamos para a prefeitura soltar dinheiro para VARRER, RECUPERAR e FAZER alguma coisa com as ciclovias existentes, TODAS SEM PÉ NEM CABEÇA, começando no nada e levando a lugar nenhum! Integra-las com o METRÔ ou SEi, colocar bicicletários e paraciclos na cidade, melhorar a sinalização e a fiscalização nelas, SONHOS POR ENQUANTO!!!  ACORDA PCR! 

Assine o CICLOVIAS JÁ e mostre que você também não aguenta mais governos que só pensam em carros! Precisamos de governantes que se lembrem que estimular ciclovias significa mais do que apenas facilitar o transporte das pessoas. Reduz o estresse, melhora a saúde, combate a obesidade, diminui a quantidade de carros nas ruas ajudando a fluir melhor o transporte público, melhora o ar e o humor da cidade. Chega de ficarmos pensando apenas em cicliovias de lazer! Queremos formas de usar a bicicleta no dia a dia, para qualquer canto da cidade!  2012 está ai, e pode ter certeza que o atual prefeito, SEM FAZER NADA ATÉ AGORA, vai ficar CHUPANDO UM DEDO BEM GROSSO! Meu voto vai para quem mostrar que fez e vai fazer mais alguma coisa para ajudar a tantos trabalhadores que usam a bike no dia a dia, arriscando a vida e a integridade, lutando contra uns cabeças de vento da administração pública da cidade!

COMENTEM!!!

30 de agosto de 2010

ATRAIA MAIS AMIGOS PARA O PEDAL...

Amigos...

Aqui vai um conjunto de motivos em frases feitas, totalmente pré-fabricadas, sem contraindicações e garantidas para fazer os seus amigos (e amigas!!!) largarem aquela poltrona e saírem a pedalar com você!

Para as AMIGAS!
  • LIVRE-SE DA CELULITE, PEDALE! 
  • FIQUE AINDA MAIS GOSTOSA, PEDALE! 
  • COXAS LISAS E DURINHAS, PEDALE QUE VC CONSEGUE! 
 Para os AMIGOS!
  • MAIS PEDAL, MENOS BANHA! 
  • GARANTA ESPAÇO PARA A CERVEJA, PEDALE!
  • QUEM PRECISA DE DIETA, PEDALE!
  • CHURRASCO E CERVEJA TE ESPERAM NO FIM DA PEDALADA!
  • APOSENTE SEU CARDIOLOGISTA, PEDALE TODOS OS DIAS!
e o golpe de graça para qualquer um:
  • QUER SE DAR BEM COM UMA GATA(O) COM TUDO DURINHO? VENHA PEDALAR COM A GENTE!
Vale tudo para arrastar os preguiçosos para o nosso meio de transporte ideal. Se não vierem pela oxigenação, melhora para a saúde e do tráfego da cidade, que venham para tentar se arrumar com alguém!  Vale tudo para promover a bike como meio de transporte! :))

COMENTEM!!!

DO CARRO À BICICLETA: DESAFIOS DA MOBILIDADE URBANA

Palestra dentro da IX Semana de Biologia do ICB/UPE

Palestrantes: Paulo Lima e Lucio Flausino (Biólogos e Ciclistas)

A apresentação estabelece a importância da promoção do uso das bicicletas como componente de desenvolvimento sustentável na Região Metropolitana do Recife, discutindo situação em que a cidade se encontra em termos de mobilidade, seus problemas e entraves, e a infraestrutura cicloviária atual, e finalizando com algumas propostas, a partir do uso cotidiano da bicicleta nas cidades da RMR. Um panorama sobre a ciclomobilidade nas cidades, como parte das propostas de superar as contradições evidentes do planejamento urbano em função dos automóveis, em que evidenciaremos as consequências dessas escolhas em várias cidades e como a bicicleta pode ser encarada seriamente como parte de um sistema modal sustentável: economicamente viável, socialmente justo, ecologicamente correto.


Data: 02/set/2010
Hora: 09:30h
Local: Auditório da Faculdade de Enfermagem Nossa Senhora das Graças - FENSG/UPE (dentro do Hospital Oswaldo Cruz) - vide mapa

ALIVIANTES

Amigos...

Mais uma cidade espanhola estabelece um sistema de bicicletas de aluguel. Agora Valência, no sul da Espanha, dispõe do VALENBISI, sistema público de bicicletas com 2.750 bicicletas em 275 estações. Como eles dizem: É FÁCIL, BARATO, RÁPIDO. E claro, a cidade precisa se adequar para ela, incluir ciclovias, ciclofaixas, bicicletários, paraciclos, etc.
Olhe o vídeo de lançamento, que beleza de simplicidade!


Via COPENHAGENIZE


Enquanto isto a gente fica brigando aqui em Recife para varrerem a já degradada ciclovia da Av.do Forte, repintar as ciclofaixas da Caxangá e Mangueira, e criar bicicletários e paraciclos nas estações de integração. Acorda PCR!

COMENTEM!!!

29 de agosto de 2010

CICLONEWS

APS EXPLORA MATAS BRENNAND
O APS, Amigos para Sempre, grupo de cicloturistico urbano de Recife, saiu ontem em seu passeio dominical para explorar as matas de Brennand que ficam entre Recife e Camaragibe. Foi o passeio longo do grupo, realizado todo último domingo de cada mês. Contou com a participação ativa dos apessianos. O passeio era de cerca de 50 km, saindo da praça da Jaqueira, às 7:15h.


Infelizmente, não pude comparecer a todo o passeio, mas registrei a saída do grupo. As fotos estão aqui.

GOVERNADOR FAZ PASSEIO CICLÍSTICO
Com as eleições em andamento, o Governador Eduardo Campos e equipe, participaram de um passeio ciclistico com a família e colaboradores. O passeio saiu da Jaqueira, em torno de 9:30h, e percorreu as ruas do Recife, rumo Torre, Madalena, Centro. O Vereador Alexandre Lacerda conseguiu nos apresentar a ele, e conseguimos um minuto da sua atenção para ouvir sobre o CICLOVIAS JÁ.  Mostrou-se interessado em receber o abaixo-assinado e levá-lo em consideração.

Algumas fotos do passeio estão no slideshow abaixo.


Apesar do passeio ter carros demais, ter levado ciclistas de ônibus e bicicletas de caminhão, e contar com um séquito de carros de apoio e motocicletas levando bandeiras, pelo menos ele já pedalou e conhece um pouco o nosso dia a dia. Se conseguirmos o apoio dele para incorporar as bicicletas nos projetos de infraestrutura do estado, ou onde tiver dinheiro do estado, temos mais chances do que com um que nunca pedalou! Não pretendo ser político neste blog, mas não posso deixar de enfatizar que quando o assunto é bicicleta, temos de usar todos os recursos existentes para melhorar a situação atual!

CICLOVIAGEM À PALMARES
Nosso colega Ênio "PAIPA" Magalhães está organizando um grupo para ir pedalando até Palmares no dia 25 de Setembro. A pedalada de 123km faz parte de um dia das crianças beneficiente promovidos pelo INSTITUTO MAURÍCIO DE NASSAU, que deve levar brinquedos para as crianças da cidade que foi duramente castigada pelas enchentes. A volta será de ônibus. Quem estive interessado, pode contatar o ÊNIO, pelo email dele eniomagalhaes@hotmail.com . As vagas são limitadas a 10 ou 20 ciclistas. E recomenda-se que os interessados já tenham experiência em pedaladas longas e preparo para o desafio. Quem tiver peito que se apresente (e não vale de silicone!).

MINHA "CICLOCASE" PASSA EM SEU PRIMEIRO TESTE
A minha bolsa de trabalho acomplada a bike, que chamei de CICLOCASE, passou direitinho em seu primeiro teste. Rodei 17km rumo a produtora das minhas camisas sábado passado, com ela levando meus acessórios. No trajeto ela atraiu poucos interessados. Mas foi discreta demais. O primeiro teste serviu para definir corretamente o seu posicionamento com o elástico que a prende ao bagageiro. Precisou de um ajuste ainda na saída, mas funcionou a contento. O bagageiro precisa ser reposicionado uns 5 cms mais para trás, para o calcanhar não bater na bolsa. Ainda vou testa-la de outra forma!

Olhem as fotos do teste de campo.
Com alguns ajustes ela deve ficar 100%. Agora vem a adesivação da mala! EM BREVE!

COMENTEM !!!

NEM SEMPRE É SÓ CULPA DOS MALUCOS...

Amigos...

Crescemos com algum ordenamento no tráfego das cidades. Existia o DETRAN, era sempre ele o culpado quando algo na sinalização das cidades ou na fiscalização dos infratores. Em algum momento, isto passou a ser problema de cada cidade, e o DETRAN saiu fora destas responsabilidades. 

Junto com isto, ganhamos mais e mais carros nas ruas.  E, dada a precariedade com que as cidades fiscalizam o trânsito e mantém a sinalização das ruas, muitos destes carros passaram a ser guiados por pessoas que simplesmente não tem mais freios na hora de dirigir pela cidade.  Temos a lei, mas não temos quem a aplique, quem estabeleça limites para cada personagem do trânsito. Então, o que deveria ser organizado dentro do espaço público, bem definidos quanto a ocupação deste espaço, a preferência e segurança, se torna algo muito louco, completamente caótico.

E no centro disto tudo quem está omisso ou negligente? As prefeituras. O trânsito só vira prioridade quando está em tal ponto de saturação que se torna inviável o uso das vias públicas. Ai surge sempre a solução milagrosa de se fazer outra avenida, outro viaduto, outro binário, todas soluções caras e que saturam novamente em curto espaço de tempo. E o pior disto é que o "feijão com arroz" não é feito.   Manter as vias existentes, pintar faixas de sinalização, por motociclistas e guardas de trânsito fiscalizando, marcando presença para coibir as infrações, estabelecendo limites, nem ao menos é lembrado.  Ou alguém já viu um programa SINALIZANDO RECIFE!? Ou algo como TRÂNSITO SEGURO, POLÍCIA EM AÇÃO! Se a prefeitura não dá conta de fazer o be-a-bá, podemos realmente culpar os malucos no trânsito? Ou devemos dar nome aos bois certos?

Quer ter uma idéia do que estou falando? Veja o vídeo abaixo, curtinho, mostrando o fluxo de tráfego na Av.Mascarenhas de Moraes, Imbiribeira, onde a tinta das faixas sumiu tem pelo menos 2 anos.  Vc consegue enxergar um fluxo ordenado dos veículos seguindo suas faixas de tráfego? A única coisa que ainda rola é que todos estão indo para o mesmo lado...AINDA!

video


COMENTEM!!!

28 de agosto de 2010

MAIS COERÊNCIA SERIA BOM

Amigos...

Estava lendo no Transporte Ativo este texto e realmente me dei conta de que nossa sociedade é uma carrocracia fundada e bem estabelecida. Mesmo quando nós saímos em passeios CICLISTICOS, cuja essência é a promoção da bicicleta, carregamos alguns vinculos com o automóvel. Bons passeios são sempre associados a existência de um carro de apoio, com ou sem um trailer para levar as bikes. Muitos acham que o passeio mais legal tem de ter mesmo é um baita de um trio elétrico ou uma frevioca tocando muita música alta para todos verem. Ou seja, aquele evento organizado para promover o transporte limpo, a oxigenação e a saúde, convive com um enlatado "fumando" o ar por perto, fruto do pânico da sociedade, e do medo de ser abandonado em lugares ermos.

Dentro deste esquema estão vários grupos de ciclismo que pedalam na cidade. Como muitos o fazem à noite, o pânico dobra, e o medo de ser abandonado em lugares perigosos ou afastados, faz com que muitos achem que só se pode sair se o grupo tiver carro de apoio. Querem a garantia de ter para onde se virar em caso de problemas. Muitos inclusive vão ao encontro dos grupos de carro, levando as bikes amarradas atrás. Até dou certa razão as mulheres, porque o risco para elas andando tarde da noite pelas ruas com uma bike boa é muito grande. Os casos de predadores atacando mulheres são mais frequentes que com os homens. Mas de certa forma, isto também é incoerente: ter de usar um carro para andar de bicicleta pela cidade.

Alternativas existem!
  • Reuna amigos que pedalem na sua vizinhança, montando pontos de saída e retorno perto de suas casas, trocando celulares e telefones da sua "célula" ciclística, de forma a poder sair de casa e volta com apoio próprio. 
  • Busque e guarde o número de empresas de taxi com transbike (sim, existe!) e deixe sempre a sua mão, de forma que mesmo que você seja assaltado e a bike roubada, este número pode te salvar. 
  • Deixe sempre algum dinheiro em casa para um caso em que necessite pegar o taxi ou algum amigo avisado para qualquer emergência.
Adotar práticas simples de segurança são mais fáceis que limpar o ar da sujeira que os carros fazem. E se o problema é mecânico, aprenda como resolver alguns problemas básicos na ESCOLA DE BICICLETA e no BICYCLE TUTOR (em inglês), e descubra a sua independência em cima da magrela. Só isto já vai te deixar se sentindo muito mais coerente!

COMENTEM!!!

26 de agosto de 2010

RECICLAGEM E BICICLETA...

Amigos...

Recentemente havia pensado que seria possível a construção de quadros de bike com PET reciclado. Para os que não conhecem, o PET é a matéria-prima muito usada em garrafas e que tem aparecido como vilã da poluição ambiental. O volume consumido de garrafas é altíssimo, e apesar de ser um material reciclável, os brasileiros jogam grande parte no lixo comum.  Bem, reciclagem é um tema que sempre me interessou, talvez pela minha formação em Engenharia de Materiais (Plásticos!) e minha experiência com Polietileno(PEAD) e Polipropileno (PP), seus usos, e claro, seus abusos.  De qualquer forma, um par de meses atrás comecei a pensar na possibilidade de me dedicar a conseguir meu doutorado em Engenharia de Materiais, estudando exatamente o efeito de contaminantes do processo de reciclagem do PET, com o objetivo de obter um material estrutural para uso em ... quadros de bicicleta!  O PET quando é coletado no lixo e levado a reciclagem arrasta vários contaminantes, inclusive as tampas em PEAD, rótulos em PP, restos de todo o tipo de materiais que vão juntos, como tampas de caneta, embalagens de desodorante e shampoo, e por ai vai.   O material quando não está contaminado é usado em pequenas peças rígidas como interruptores de luz, mas não encontrei nada sobre peças grandes.  Estava em curso um levantamento bibliográfico sobre o assunto, equilibrado nos intervalos dos meus estudos para o MPU. Quem sabe rolaria uma possibilidade na UFPE ou na UFCG.

Hoje porém fiquei triste e ao mesmo tempo feliz. Triste porque acabo de descobrir que alguém já pensou e fez os quadros de PET reciclado. Feliz, porque a idéia deu supercerto. Bom quando você descobre que uma idéia sua deu certo, mesmo quando não é com você!  Olhem o vídeo a seguir e vejam que beleza!


Fonte BOM DIA BRASIL, site da Globo.


Espero que ele seja bem sucedido em tornar o produto comercial, porque mais que um simples aproveitamento de materiais, um projeto destes se destina a limpar parte da sujeira que os plásticos fazem. Quem tiver mais notícias, mande para mim que quero acompanhar o assunto!

COMENTEM!!!

25 de agosto de 2010

CICLONEWS!

Amigos...

Não é uma nova seção do Pedalando & Olhando, mas apenas um post com vários assuntos do que rola e acontece na cena biker de Recife e cercanias...

CORUJAQUEIRA COMEMORA EM GRANDE ESTILO!
Ontem à noite, 24 de agosto, o Corujaqueira - Ciclismo Noturno, comemorou 6 anos de passeios pela cidade, com um passeio simples pelo centro do Recife. Reunindo grande quantidade de ciclistas (eu estimo mais de 200), o grupo marcou a data com uma pedalada de 20 km e com um encontro posterior em um bar. Não deu para ir a comemoração posterior, mas o povo estava animado na saída do passeio. No Marco Zero, eles se reuniram para uma foto e aproveitei para fazer esta panorâmica montada.



Mais fotos, aqui.

CICLOVIAGEM A PALMARES!

Nosso colega de pedal, Ênio "Paipa" Magalhães, está juntando ciclistas para uma cicloviagem no dia 25 de setembro a Palmares, como parte de um Dia das Crianças Beneficiente, promovido pelo Instituto Maurício de Nassau. Ele está montando um grupo com até 20 interessados para fazer a pedalada de 123 km e chegada festiva em Palmares. A viagem contará com carro de apoio do Instituto levando presentes para as crianças de uma das cidades mais atingidas pelas enchentes deste ano. A volta será de ônibus. As vagas são limitadas, então os interessados devem se inscrever logo.  Mais detalhes com o Ênio pelo email

CICLOVIAS JÁ!
Lembro a todos que o prazo final de devolução dos formulários assinados será 15 de setembro. Estamos em entendimentos para definir uma data para entrega deste abaixo-assinado ao Governador Eduardo Campos. A data de 10 de outubro não está recebendo apoio por conta do feriadão. O mais provável será encontrar um espaço na agenda do Governador em um domingo seguinte para que ele participe conosco de um passeio pela cidade. Contamos com todos os grupos para fazer um passeio conjunto, cada um saindo de um local da cidade e convergindo para o Palácio do Campo das Princesas. Participe, opine, venha defender o que é do seu direito como ciclista! Assine, divulgue e entre nesta corrente!

COMENTEM!!!

O BRASILEIRO E A LEI

Amigos...

Porque o brasileiro é tão resistente a seguir as leis? Porque não respeitamos a lei como base da sociedade? A grande maioria da população simplesmente ignora as leis que deveriam pautar a vida de todos, regular as nossas relações e ajudar no crescimento do país.

A lei é algo quase sempre abstrato.  Existem leis para prever e resolver conflitos na grande maioria das situações. Mas elas não estão absorvidas completamente por todos. Pouca gente sabe que um simples sinal de trânsito é uma lei, e que uma placa de estacionamento proibido também é uma lei.  O primeiro define o exercício do poder de polícia da administração pública para ordenar quem e quando cada um deve passar na via, e o segundo, que em alguns lugares, não se pode estacionar. A grande maioria trata ambos como impecilhos a realização de suas tarefas diárias e não como algo destinado a ajuda-lo com elas. A lei existe para que cada um NÃO crie suas próprias regras e tudo isto vire uma bagunça!

Pouca gente sabe que uma carteira nacional de habilitação é uma lei. Ela garante que o motorista passou em um teste sobre conhecimentos das regras do trânsito e por isto está HABILITADO a dirigir um veículo automotor na cidade.  Hoje parece mais ADESTRAMENTO em resolver provas, porque é grande o número diário de violações das regras ensinadas, como se nenhuma fosse realmente aprendida.

Toda obra pública exige um conjunto de leis. Não se pode asfaltar, fazer ou alterar uma via, ou implantar uma ciclovia sem uma lei. A lei define a necessidade, onde e quanto deve custar a obra, de onde vem o dinheiro, e quem é o responsável pela execução e fiscalização.  Todas as mutretas que acontecem são desrespeito a estas leis.

Vivemos no país do "se todo mundo faz, porque eu não posso fazer".  E quem não faz ou reclama ainda é chamado de otário, visto como um fracasso. É a cultura do levar vantagem em tudo! E ainda reclamamos da situação que estamos, da violência em que vivemos, da falta de cortesia, educação, satisfação de vida. Quem reclama, também burla a lei, também estaciona em fila dupla, também fura sinal, empurra o carro para cima de ciclista, para na faixa de pedestres, etc.  Que país é este que vive da enganação, do logro, da malandragem?

COMENTEM!!!

24 de agosto de 2010

6 ANOS DE PEDAL NOTURNO...

PARABÉNS AO POVO DO CORUJAQUEIRA, grupo de ciclismo noturno que congrega 4.000 inscritos. Com passeios noturnos nas terças e quintas, reunindo quase toda semana entre 100 e 300 pessoas, em uma galera animada e amiga, o Corujaqueira fez escola e se propagou. Hoje são tantos 'filhotes', grupos diferentes saindo de todos os cantos que mostram o sucesso da idéia de pedalar a noite numa cidade quente como Recife!  Vale uma escola de ciclismo com seu respeito as regras, suas exigências em segurança de todos, e seu cuidado e atenção com quem precisa!  Valeu Corujas!
Arte e ilustração: Corujaqueira!

RESPEITO É BOM...

Amigos...

A tônica do debate entre os ciclistas e os motoristas e motociclistas é sempre pautada por uma pretensão injustificada destes ao espaço público das ruas e avenidas. A grande maioria desconhece a lei, e muitos ignoram o que é uma lei, ou acham lei é algo ideal, que não tem obrigatoriedade, que pode ser burlada pelo mais esperto, que vale tudo nas ruas!

Vamos começar deixando claro alguns pontos "esquecidos". Pedalando & Olhando mostra o caminho das pedras!
  • CARTEIRA DE MOTORISTA: NÃO É CERTIFICADO DE DONO DA RUA! É um documento PRECÁRIO que pode ser caçado pelo poder público a qualquer tempo, e que dá uma permissão para o motorista dirigir um tipo de veículo no espaço público SEGUINDO AS NORMAS DE TRÂNSITO e as regras de CIVILIDADE, EDUCAÇÃO, CORTESIA. Respeito é bom e todo mundo gosta!
  • IPVA: NÃO É IMPOSTO PARA USAR A RUA! É um imposto que o dono do carro paga porque é PROPRIETÁRIO DO CARRO. E porque paga não significa que pode fazer o que quiser nas ruas. Precisa respeitar para ser respeitado, porque o direito de qualquer um acaba onde começa o dos outros.
  • ESPAÇO PÚBLICO: NÃO É A 'CASA DA MÃE JOANA'! Ser público significa que o espaço tem de ser COMPARTILHADO e não USADO E ABUSADO, que outras pessoas também têm o direito de usá-lo e por isto precisa ser mantido limpo, em ordem e com respeito entre todos. Nem todo lugar pode ser estacionamento, porque muito mais gente não tem carro e também precisam do usar o espaço, seja andando, pedalando ou usando o transporte público!
  • VALOR DO CARRO: NÃO É SINAL DE PODER! Ter um carro mais caro não dá mais direito a se mover nas ruas e fazer o que quiser, sem se preocupar com os demais. Porque a rua é pública e isto não faz das pessoas que andam nelas alvos para o divertimento de ninguém, nem para exóticas terapias anti-stress.

E por ai vai. Quanto mais educação, mais dinheiro e mais poder, maior o efeito de seus exemplos, bons ou maus, tem sobre os demais. Quanto mais houver desrespeito e intolerância sobre as regras que TODOS devemos seguir, chamadas LEIS, maior a violência, agressividade, riscos de acidentes, mortes. Quer paz no trânsito, então procure dar bons exemplos  e cobrar o mesmo do seu semelhante!

Ou então troque seu carrão por uma bicicleta e venha se divertir como a gente?

COMENTEM!!!

23 de agosto de 2010

ACORDA, JOÃO DA COSTA!

Amigos...

Para vocês sentirem o que é uma cidade BRASILEIRA que se não fez ainda, sonha em fazê-lo. Não acredito em 100%, bloggeiros curitibanos não me crucifiquem, mas pelo menos existe uma idéia de para onde ir nos próximos 20 anos, mesmo que seja só uma idéia e mesmo assim dos industriais, já é alguma coisa. E a gente, João da Costa, vai para onde mesmo? Vejam o video e entendam...




Mais detalhes no site de CURITIBA 2030.

Meu lema... TEM QUEM FAÇA, TEM QUE PENSE e tem a PCR!

COMENTEM!!!

UM DOMINGO CHEIO DE COMPROMISSOS...

Amigos...

Hoje abro o blog com um retrato meu! Quase sempre fotografo os outros e quase nunca saio na minha câmera. Não é uma explosão de narcisismo. É para ficar conectado quem escreve aqui com quem anda por ai pedalando e olhando o que se faz na cidade.

Clonando minha colega de blogs Lady Guedes, oi eu...



Outra imagem do meu domingo, quando encontrei um punhado de corajosos se preparando para pedalar em um domingo chuvoso e frio para Recife, antes das 6 da manhã! Pensei em ir com eles, mas tinha outros compromissos no dia... fazer o quê?



O domingo teve outros passeios, como o do APS, mas eu comprometido com a meta de coletar assinaturas para o CICLOVIAS JÁ, com a Bicicletada REC, a que tenho dado pouca atenção ultimamente, e com outros compromissos familiares e pessoais, não pude participar. Restou apenas dar um rolê de bike indo e vindo a Jaqueira, encontrando os grupos que iam sair, inclusive o APS e a Bicicletada, e voltar muchinho pra casa para cuidar do resto.

Mas claro, o domingo teve também seus lucros. Consegui instalar meu novo bagageiro TRANS-X, com um gambiarramento transcósmico! hehehe.. Olhem as fotos da VIÚVA NEGRA, agora com bagageiro!!!

E para completa um resto de domingo na maior, namorando e me divertindo junto com Nena! Boa semana para vocês!!!

COMENTEM!!!

21 de agosto de 2010

A CONSCIÊNCIA É DE TODOS...

Amigos...

Tenho certeza de que alguns dos meus 67 seguidores é do tempo do Sujismundo . Para os que não sabem, ele é um personagem de uma campanha para promover a cidadania da limpeza, sob o lema "POVO LIMPO É POVO DESENVOLVIDO". A Lady Guedes resgatou esta lembrança que ora alimenta meus dedos escrevendo este post! Era o final da década de 70 e a população devia estar fazendo muita sujeira. Lembro que nenhum garoto queria ser chamado de Sujismundo, era ofensa braba! Pouco mais de 30 anos se passaram, quem era garoto agora é adulto, e muitos ainda mantém resquícios da civilidade que campanhas como aquela, e esta, e mais esta enfiaram na marra na cabeça da criançada! Higiene é um dos pilares da vida em comunidade, assim como segurança, respeito ao próximo e a lei.

Mas nestes 30 anos o mundo mudou demais. A cidadão médio dá pouco valor a estas coisas. O mesmo que chia quando a sujeira é feita dentro de sua casa, joga seu lixo pela janela do carro sem pensar duas vezes. O mesmo que quer espaço para seu filho andar de bicicleta, joga seu carro em cima de ciclistas nas ruas. Aquele que quer a lei e a justiça em cima dos ladrões, sonega impostos ou tenta corromper a segurança pública. De certa forma, todos perdemos a consciência, anestesiada pela mídia, pela busca irrefreável pelo consumo de todo tipo de supérfluo, pelo novo além da conta. Vive-se como se o mundo fosse acabar amanhã, sem tempo de respirar, mal vendo o que acabou de comprar e já pensando naquilo que vai comprar em seguida.

Enquanto isto a vida passa, a falta de respeito com o próximo continua, um engolindo o outro em todos os cantos. Carros por cima de bikes, bikes por cima de pedestres, motociclistas por cima de todos. Gente jogando lixo nas ruas, prefeituras dizendo que limpa sete vezes ao dia quando ninguém está olhando, ruas em péssimo estado, ônibus andando feito loucos, sinais para facilitar o trânsito de carros e os demais que se explodam.

Tudo resume-se ao fato de que as pessoas deixaram de ter consciência do que rola em seu mundo. Deixaram de educar seus filhos para serem bons cidadãos e começaram a TREINA-LOS para o sucesso. Ansiedade, consumo, desrespeito. Quando foi que você chamou a atenção de um destes pela última vez? Quando foi que você peitou um sujismundo, um motorista doido, um policial corrupto. Quando as pessoas de bem desistem, é que o mal toma conta!

COMENTEM!!!

20 de agosto de 2010

BOM PARA O CORAÇÃO.

Amigos...

Esqueçam o tema "cardíaco". O assunto hoje é AMOR... Traduzi este texto do TreeHuggers sobre o impacto da bicicleta na sua vida amorosa. Algo que nos deixa sempre pensando... Traduzi e adaptei a nossa realidade.


ANDAR DE BICICLETA É BOM PARA O CORAÇÃO.
Texto original em inglês: Warren McLaren, Bundanoon, Australia

Eu estava atrasado, eu estava atrasado para o encontro mais importante de minha vida.  O primeiro encontro!  Estava indo apanha-la para vermos um filme no Porto de Sydney. Mas quando eu cheguei na parada de ônibus, meu ônibus já tinha passado. Eu podia vê-lo quarteirões de distância, rumo a cidade, sem mim. Corri de volta para casa e rapidamente peguei a minha bicicleta, esperando alcançar a estação de trem a tempo de pegar o próximo trem. No entanto, quando eu cheguei lá, vi que ele também se afastava da plataforma. Droga, droga. O que que eu vou fazer? Não havia nada a fazer além de andar todo o caminho até a cidade.

19 de agosto de 2010

PELO MENOS INFORMA!!!

Amigos...

Se você ainda tem aquele vício nojento, asqueroso, deprimente e mortal, dirigir seu carro para cima e para baixo, pelo menos mande fazer um destes adesivos e distribua com os amigos. Se não dá para ser ciclista, seja um motorista consciente e divulgue sua atenção aos ciclistas da sua cidade!


O Arquivo PDF contendo as três arte-finais editáveis, está aqui. As peças estão criadas. Se alguma empresa gostar da idéia e quiser patrocinar a produção de um lote para distribuir aos seus clientes com a minha marca, é grátis. Com a marca da empresa, a gente arranja um precinho bem camarada para a arte. Coisa de pai para filho mesmo! Candidatos?

COMENTEM!!!

18 de agosto de 2010

PRECISAMOS É DE SOLUÇÕES...

Amigos...

Algum tempo atrás, um dos meus posts criticando a PCR foi comentado anonimamente. O comentário cobrava que não bastava criticar, tinha que apontar soluções para os problemas levantados.  Afora o fato de que nenhuma ação da PCR pode ser executada se não tiver sido prevista nas leis de orçamento do município, acredito ser necessário mostrar a PCR que as necessidades existem. Ao prefeito, que tem a iniciativa de consolidar as leis orçamentárias e aos vereadores, que as aprovam, recai a obrigação de analisar as necessidades, prioriza-las e prever ações para resolvê-las, levando em conta o impacto social e financeiro da solução de cada problema. E para isto é necessário que a sociedade, os potenciais usuários de qualquer cicloinfraestrutura, seja informado dos problemas e cobre sua solução.

A grande maioria desta sociedade é cega a soluções menos diretas do que as atualmente tomadas, o que explica o que está ocorrendo em Recife. Encantados pelo uso do carro ou da motocicleta, encarando a bicicleta como um brinquedo, e limitados em seus horizontes quanto as transformações pelas quais passam as grandes cidades do planeta, esta sociedade não enxerga a necessidade real de se pensar na bicicleta como meio de transporte.  Querem mais avenidas, mais estacionamentos, mais espaço para usar seus carros. E a grande massa que não tem carro e precisa de bom transporte público e soluções individuais baratas, que se vire!

Para mostrar o que fazem de errado e sugerir soluções, é o porque deste blog existir. Até mesmo para arregaçar as mangas e fazer algo como o abaixo-assinado Ciclovias Já, cobrando uma maior atenção ao ciclista por parte dos governos municipal, estadual e federal.  Mesmo assim, creio que tenho mostrado mais os defeitos que as soluções, e minha cabeça é fertilíssima em idéias.  Assim, em breve estarei apresentando uma série de posts com idéias bem interessantes, com algum apoio visual, para fazer de Recife um local melhor para nós ciclistas. Na estréia, a questão que deixo aqui é:
CICLOVIAS (segregar o ciclista em uma canaleta) OU CICLOFAIXAS (compartilhar a infraestrutura com pedestres, carros e motos)?
Proponha a sua solução, a sua forma de ver nossa cidade, COMENTE!!!

ENCALACRAMENTO NO FUTURO BREVE

 
Não precisa ser muito inteligente para perceber qual seria a solução para os engarrafamentos!
42 bicicletas estacionam no lugar de apenas 1 carro!
E 6 bicicletas cabem no espaço de apenas um carro circulando nas ruas.
Quer acabar com os engarrafamentos, use a bike!


Amigos...

Por conta de sua posição geográfica, Recife pode ser visto como um triângulo ou um semi-círculo. Tem um Norte, rumo Olinda; um Sul, rumo Jaboatão, e um Oeste, rumo Camaragibe. Para o leste só tem tubarão, a gente não vai pensar neles aqui!

O Centro é um ponto para o qual converge a grande maioria de uma forma ou de outra. E para isto, fazemos uso de alguns eixos, seja lá a forma na qual usemos para nos ajudar na locomoção. Para o Sul, temos a Imbiribeira e as avenidas de Boa Viagem. Para o Norte, o Complexo de Salgadinho, rumo PE15/BR101. Para o Oeste, a Caxangá. Estas seriam as naturais rotas ligando o centro aos extremos do Recife. Alguns anos atrás, lembraram que podiam fazer perimetrais, ligações entre pontos intermediários dos eixos principais. Cortariam caminho "por dentro" para evitar que todos tivessem que ir para o centro para mudar de direção. E assim surgiram várias conexões que só favoreciam o tráfego de carros com transporte individual. E já que facilitou, vamos comprar carro!

Mas o tempo passa, o tempo voa, e naturalmente, o IPI reduzido funciona numa boa! Aumentou tanto o número de veículos na cidade que só sobrou espaço para as motos! E mesmo ela, com grande número de novas nas ruas, começam a ter problemas de mobilidade.

Resumindo a conversa, do jeito que a coisa vai, estaremos todos olhando um para a cara dos outros preso em algum engarrafamento monstro qualquer dia destes. Ou criamos uma nova geração de superavenidas, "voando" por cima da cidade, enfeiando-a ainda mais, ou adotamos de vez o binômio transporte público eficiente e bicicletas integradas como modelo de mobilidade urbana.

Enquanto os lerdos da CTTU e da Grande Recife decidem onde vamos nos encalacrar amanhã, cabe a gente fazer alguma coisa para cobrar do Governador e dos Prefeitos, que façam algo para evitar isto! Participe então do abaixo-assinado CICLOVIAS JÁ e se ajude a evitar seu encalacramento automotivo. Mesmo você nunca tendo subido numa bicicleta na vida, vai ser capaz de entender que quanto mais gente pedalando, menos gente dirigindo, melhor o tráfego vai ficar. É isto ou pular no mar e ser "jantado", porque as alternativas mantendo tantos carros na via pública já acabaram faz tempo!

COMENTEM!!!

17 de agosto de 2010

AQUI DAVA UMA CICLOVIA...

Amigos...

Nova série de comentários sobre as vias de Recife. Na estréia, a Av. Mascarenhas de Morais, avenida principal da Imbiribeira, ligação do centro com a Zona Sul e Oeste, até Jaboatão.
Pensem comigo: este canteiro não pede uma ciclovia?  Olhem as fotos...



A largura da avenida exige a necessidade do canteiro central. Mas não é necessário um canteiro tão largo. Parte dele, uma das calçadas poderia ser reformada e adaptada para permitir o trânsito de bicicletas, criando um canal de integração entre a zona central e sul do Recife, paralelo ao metrô. Esta via poderia ser posteriormente complementada com ciclofaixas alimentadoras, integrando toda a zona sul por bicicleta. O que falta para isto? Alguém se lembrar dos tantos ciclistas que pedalam na região. E ai prefeito?

COMENTEM!!!

16 de agosto de 2010

CAMINHOS NATURAIS...

Amigos...

Toda cidade tem pólos de concentração de atividades específicas interligadas por caminhos óbvios ou naturais.  De uma forma simples e lógica, um caminho reto, ou quase, é o mais curto para interligar dois pontos.   Nos primórdios de qualquer cidade, muitas atividades estavam afastadas entre si, e sua ligação atravessava áreas vazias e algumas vezes, rurais. Eram os caminhos naturais entre dois pontos. A medida que as cidades cresciam, menos e menos espaço vazio existia, mas os caminhos naturais permaneciam sendo os mais rápidos e curtos. Até que as cidades passaram a incluir os carros para esta conexão.  Menos e menos espaço passou a estar disponível no caminho natural entre dois pontos, e alternativas viárias foram traçadas. Como não é possível ir além de certo ponto no alargamento das vias, surgiram as paralelas, sempre visando desafogar o tráfego. E neste momento, sumiu o conceito do caminho natural, porque uma paralela não é mais o caminho mais curto.  Daí em diante, o tráfego tem caminhado para um verdadeiro apocalipse, um engarrafamento que pare tudo por quilômetros.

É o que tem acontecido em grande parte das cidades.

Muitas cidades tentam resgatar seus caminhos naturais, retomando o espaço público dos carros.  Medidas de restrição dos carros e tentativas de estímulo do uso do transporte público eficiente como metrô ou transporte por ônibus rápido tem sido muito adotado.  Porém quase todas esbarram nos altos custos necessários a implantação ou no efeito das restrições na vida das pessoas.  Mais eficiente foram cidades onde a bicicleta foi colocada em um patamar de prioridade. É uma solução para cidades planas, que não tem alto custo de investimento para implantação de ciclovias e bicicletários e que tem alta taxa de retorno secundário na sociedade: melhora a saúde da população, reduz a poluição ambiental, reduz gastos com saúde pública, combustível fóssil e estresse social.

E a bicicleta termina por obrigar a um resgate dos caminhos naturais, porque a própria sociedade impõe que o caminho mais curto prevaleça quando tem de pedalar para o trabalho.  Usar a bicicleta traz de volta esta qualidade de vida pelo uso dos caminhos naturais, fazendo a vida mais fácil, mais tranquila e menos estressante.

COMENTEM!!!

14 de agosto de 2010

ALIVIANTES...

Amigos...

Para dar um bom dia ao final de semana e inspirar seus momentos de pedal!

via MULHER DE CICLOS...sempre antenada e com enorme bom gosto!


COMENTEM!!!

13 de agosto de 2010

IMPRUDÊNCIA JUSTIFICA NECESSIDADE?



Amigos...

Rodando bastante por Recife, o que se nota é um alarmante aumento da imprudência generalizado no trânsito, desde aqueles motoristas que dirigem como se a rua estivesse vazia, motoqueiros zigzagueando entre os carros, e ciclistas fazendo todo tipo de barbaridade.  E a cada momento a questão que se impõe é se tanta imprudência ao conduzir um veículo, qualquer que seja ele, pode ser justificada por uma imperiosa necessidade que só quem comete sabe qual é!

Pesquisas realizadas com 17.000 motoristas que tiveram a CNH caçada por excesso de pontos, mostra que homens com mais de 30 anos e com mais de 10 anos de direção, dirigem do seu jeito sem seguir mais as regras comuns que servem para proteger a todos.  O carro transfere uma sensação de poder que inebria e mexe com a cabeça de pessoas aparentemente sensatas no dia a dia. Transforma-as em monstros atrás da direção, com já visto aqui.

As motocicletas transformaram-se na mais recente "fábrica de viúvas", tamanho o desrespeito as leis de trânsito que promovem. Não são poucos os casos, tanto que tem justificado o aumento das campanhas educativas tentando freiar este comportamento imprudente. Será que salário de motoboy justifica tanto risco?

Já os ciclistas estão indo pelo mesmo caminho. Aqui o termo correto seria pedaleiro ou maluco, aquele que usa a bicicleta como se fosse uma pura extensão do seu comportamento como pedestre: muitos andam na contramão; vários arriscam até andar entre as duas mãos, pelo meio das vias; calçadas passam a ser ciclovias com a mínima consideração com os pedestres; "peitam" os ônibus, cortando-os nas paradas; etc. Até podemos dar um desconto que muitos que usam a bicicleta como veículo são pessoas de baixa renda e baixo nível de escolaridade, e que têm a real necessidade de usa-la, não como uma opção.  Mas será mesmo que tanta imprudência pode ser justificada pela necessidade? Eu acho que não. Tanta imprudência advém da baixa educação comunitária aliada a falta ostensiva de uma forma de punição por guiar bicicleta de forma agressiva e irresponsável. E acredito que só com muita educação e muitas campanhas na TV e no rádio, sempre repetidas, é que conseguiremos criar uma consciência do risco, e talvez melhorar esta situação. Infelizmente, é a única solução para qualquer um que resolva seguir atrás de um volante ou guidon pelas ruas do Brasil.

COMENTEM!!!

12 de agosto de 2010

ENERGIZANTES...

Amigos...

Quando bater a preguiça, o medo, a indolência para NÃO pedalar, quando você só enxergar dificuldades, se lembre deste vídeo. Se ele pode fazer o que faz do jeito que faz, vc pode tudo!


via PEDALEIRO (descaradamente copiado!).


Agora arranje desculpas?! Tem de ser muito boa!

COMENTEM

11 de agosto de 2010

TECNOTREKOS...

Amigos...

Afinal vai ser vantagem usar óculos para alguma coisa... Os japoneses estão desenvolvendo um óculos com GPS. Siga pra ver o filme!

10 de agosto de 2010

O PAPEL DAS EMPRESAS...

Amigos...

Temos visto algumas iniciativas empresariais quanto ao estímulo ao uso da bike. A Porto Seguro, seguradora, é uma destas empresas que patrocinam o uso da bike. Alguns diriam que tem um sentido puramente comercial. Patrocina uma melhor qualidade de vida para reduzir os pagamentos de seguros por morte, afinal, foco da atividade dela! Quanto mais qualidade de vida seus clientes tiverem, mais demoram a morrer, menos ela paga, mais ela lucra. Mesmo assim, ela podia colocar o dinheiro em outra ação como saúde ou educação.

9 de agosto de 2010

EFEITO MANADA...

Manadas e "manada". A difículdade de separar indivíduos garante a segurança.
Fotos: internet & Eurico Franca/Corujaqueira


Amigos...

Recife é uma cidade sui-generis em ciclistas! Tem uma grande concentração de grupos de ciclistas que percorrem a cidade todas as noites e alguns de dia também. Estes grupos, com até 300 ciclistas, desempenham um papel importante: acrescentam segurança para que os participantes possam fazer sua atividade física e melhorem sua qualidade de vida em segurança.

8 de agosto de 2010

2050...O ANO EM QUE TEREMOS VEZ!

Amigos...

Somos uma espécie adaptável, que levou milênios em busca do conforto máximo, da mordomia suprema, do direito de ocupar parte do espaço de todos com 8m2 de metal móvel chamado carro, com tudo que temos direito. Abdicar destas supremas regalias não é fácil.


7 de agosto de 2010

QUE MUNDO VOCÊ VAI DEIXAR...


Este post é uma homenagem póstuma a meu pai, Nelson Leite, falecido tem mais de 25 anos, e a quem só quase entendi depois de ter sido pai! E apesar de não ter uma foto destas com ele, foi ele quem me ensinou a pedalar a minha primeira bike!


6 de agosto de 2010

VIOLÊNCIA URBANA...

Amigos...

Todos nós temos histórias de assaltos, conhecemos as faces que causam o mal, sabemos dos lugares onde ele é mais presente. Todos cobramos do poder medidas contra ele. A grande maioria se protege como pode. Somos todos crias da violência urbana.

5 de agosto de 2010

DIA MUNDIAL SEM CARRO

Amigos...

O DIA MUNDIAL SEM CARRO tem o objetivo de chamar a atenção das pessoas para a dependência que o mundo aceitou ao usar carros para tudo. Usar o ônibus, a bicicleta ou simplesmente andar tem se tornado ações cada vez menos frequente no dia a dia.

ORDEM E PROGRESSO

Recife: de longe linda, de perto...

Amigos...

Creio que todos conhecem o lema da nossa bandeira. Meio careta a gente falar destes lemas, parece que desejo botar tudo nos eixos com frases feitas. Não é bem isto, mas tem a ver com isto!

4 de agosto de 2010

TAMBÉM SOU LUNARTIC

Amigos...

Que tal uma voltinha nesta belezura? A LUNARTIC é uma bicicleta conceito, parte de um trabalho de alunos ingleses e concorrente ao Dyson Award de design.

3 de agosto de 2010

PONHA UM OLHO NAS COSTAS!

Amigos...

É, agora você não tem mais desculpas para dizer que não viu aquele carro [DOIDO, MALUCO, BÊBADO, DROGADO, PROSTITUÍDO, ETC] se aproximando pelas suas costas enquanto você desfrutava do prazer inenarrável, indescritível, orgásmico, de pedalar pelas ruas de nossas acidentadas cidades. A CEREVELLUM criou um novo ciclocomputador com uma câmara apontada para o tráfego atrás do ciclista! Olhem as fotos!

TEM QUEM FAÇA... TEM QUEM OLHE...

Amigos...

Sou fã de quem faz mais do que fala. Esta coisa de ficar dizendo "eu faço, eu aconteço" e na hora H não se manifesta é de uma falta de dignidade e honra que não acaba mais. E como sou fã de quem faz bem, sou fã do Enrique Penalosa, ex-prefeito de Bogotá e responsável pela implantação de 300 km de ciclovias na cidade partindo do zero! As idéias de Penalosa são hoje conhecidas mundo a fora e já falei nele aqui. Sou fã porque disse e fez. E faz mais. Sai pelo mundo mostrando que ser do TERCEIRO MUNDO não nos faz inferior a ninguém quando ousamos, quando trabalhamos e somos capazes de inovar em qualquer área.

2 de agosto de 2010

MEA CULPA...

Amigos...

Somos CIVILIZADOS! Esta é uma premissa para quem está lendo este post. Você acessa a internet, lê sua Veja toda semana, assina o jornal, e vê TV. E com tudo isto, ainda tem quem escorregue na educação doméstica?!

Ora, você sai para pedalar, em um belo domingo de sol, atravessa comunidades e não dá um único bom dia?! Afinal, você não acordou ao lado daquelas pessoas, e elas não são seus desafetos para não merecerem ao menos um bom dia, delicado e cortês, de preferência acompanhado de um sorriso sincero! Isto não dói nada, e você vai ficar mais feliz, acredite, funciona!

Não creio que meus leitores sejam filhos de chocadeira, portanto todos nós tivemos educação doméstica. Nossas mães puxariam nossas orelhas, se fossemos tão grosseiros com as pessoas ao nosso lado! Ou estou errado? Mas será que o mundo louco em que nos colocamos está nos fazendo esquecer nossa civilidade? Seria a carrocracia, a louca corrida pelo ganha-pão, a desenfreada busca pelo alívio entorpecedor que a indústria do entretenimento te coloca que te faz esquecer as regras básicas do bom convívio. Afinal você está de certa forma 'invadindo' as cercanias daquela comunidade, ocupando a manhã de domingo delas com "aquele bando de ciclista maluco" com que somos descritos. Mas ao mesmo tempo estamos crescendo, expandindo a nossa realidade sobre o Recife ao pedalar por lá. Temos de ser melhores do que aqueles que se refugiam em suas "latinhas" móveis, porque queremos reconquistar o espaço que todos nós perdemos para elas! E parte disto é ser educado, ser polido, ser e fazer diferente, para recurperar o ser gentil perdido para o carro, e respeitar o espaço e a privacidade das comunidades por onde passamos.

Portanto, quando sair para pedalar pela cidade se lembre de dar um bom dia, uma boa tarde, de esperar que o pedestre atravesse na faixa, de ter paciência com todos. Precisamos dar o exemplo sempre. Só assim conquistaremos a opinião pública e reaveremos o nosso espaço no trânsito e na comunidade! Seja gentil!

COMENTEM!!!

DE OLHO NA BIKE



Click nas imagens e veja as fotos ampliadas no PICASA NA WEB!
Ei, QUER SUA FOTO AQUI TAMBÉM? Se tiver bicicleta nela, vale! Mande com uns 800 pixels de largura maior para CONTATO.RL@GMAIL.COM, com marca d'água, nome, email e/ou telefone. Atualizado todo final de semana.
No aguarde!

Original ROGÉRIO LEITE @ 2010