23 de novembro de 2011

BULLYING NAS RUAS...

Amigos...

Quem já passou pelo bullying sabe o ódio que é enfrentar valentões no dia a dia. Sabe que a impotência diante da força alimenta uma raiva surda, uma vontade de "fuzilar o cabra".  Muitos anos atrás, eu era magrinho e estudava em colégio de padres. E era alvo de bullying, mesmo que naquele tempo a gente não rotulasse as "brincadeiras de mau-gosto" dos maiores e mais velhos com esse nome. Cedo descobri que essas peças querem "ser peitados".  Faz parte do universo masculino a necessidade de "fazer pipi ao redor, para marcar o território". Algo meio animal. Mas é o que resolve: peitar sem medir as consequências. Partir para cima na primeira agressão e mostrar que a gente não tem espaço para o cabra se mostrar para as meninas! Vá se espalhar noutro!

Transportando isso para o mundo atual, na mobilidade nossa de cada dia, observamos que a lei que devia valer, o código de trânsito, foi a muito substituído pela lei do mais forte, criando um "bullying da mobilidade"!  Você vai atravessar uma rua, o carro joga por cima, mesmo você numa faixa de pedestres. Recife tem até FAIXA PREMIUM: a do Shopping Plaza é a única que o povo que dirige mais ou menos respeita (98%, acredito, porque tem sempre uns que nem te ligo!). Ora, mas respeitar o pedestre devia ser geral e na faixa, sagrado!  Não importa se o sinal está aberto ou fechado. O pedestre está na faixa, você para.  Pode até dar uma buzinada, para lembrar a ele que o sinal está aberto, mas nunca deve ameaçar a vida dele com o seu carro.  E isso é o que acontece. E todo ciclista também tem histórias similares.

Esses comportamentos agressivos parecem ser tônica no mundo do automóvel. De uns tempos para cá, todo carro remodelado fica com uma frente "mais agressiva", cheios de linhas "mais agressivas", transportando o dono para enfrentar "o mundo mais agressivo"!  E como a lei aqui no Recife não existe, com os gestores "cagando e andando" para esse bullying diário, um dia a coisa vai ficar feia.  E se você reclamar, corre o risco de ouvir um "PORQUE VOCÊ NÃO COMPRA UM CARRO?!?" São coisas para você refletir.

Ou daqui a pouco, vamos ver no jornal manchetes do tipo, "PEDESTRE FICA LOUCO E SAI ATIRANDO NOS CARROS NA RUA", "CICLISTAS REVOLTADOS COM ATROPELAMENTO, LINCHAM MOTORISTA", e por ai vai.

Uma hora, os mais fracos se unem, e os mais forte se lascam!

COMENTEM!!!

3 comentários:

  1. Não é do por ai que acontece isso, vira e mexe aqui tbm tem uns babaca que parece que ve alguem atravessando a faixa, acelera mais para tirar fina.
    Outro dia, um onibus deu uma "lambida" em mim que quase cai, fui tirar satisfação com o safado e ele disse que eu estava errado por andar na rua.
    Tentei argumentar mais o trouxa começou a me enfrentar.
    Deixei quieto, peguei o numero do onibus e o horario e fiz uma reclamação na empresa.
    O resultado: faz 5 dias isso e nada, ninguem ligou, mandou e-mail nada.
    A nossa parte tentamos fazer, mas sempre tem um fdp pra atrapalhar, nem por isso deixo de andar de bike, mas agora longe daquela avenida, pois quero viver pra pedalar com meu guri em outros ares...
    Se cuide
    Aquele

    ResponderExcluir
  2. *****Vou todos os dias de bike para o trabalho,e adotei alguns hábitos,coloquei uma câmera no guidom e vou filmando todo o trajeto,se por ventura algum mautorista tenta forçar a barra nos cruzamentos ou me ultrapassando tirando fino,quando percebem que estou filmando,ficam apavorados,isto pode ser usado contra eles no tribunal....más também piloto na defensiva,uso retrovisor do lado esquerdo do guidom e mesmo durante o dia luzes no capacete para não ter desculpas que não fui visto nos cruzamentos.Tenho alguns vídeos de alguns pedais urbanos no youtube.....""Vou pro trabalho de Bike"'é um deles... http://www.youtube.com/watch?v=YNB-bTcI02o

    ResponderExcluir
  3. Amigos... o pior é que parece que os tais monstroristas são filhos de chocadeira. A mãe não anda nas ruas, o pai tb não. Não deve ter criança em casa, porque arrisca a vida de todas as demais. Mas concordo com vc Dagu! Fazemos o que fazemos para que nossos filhos possam ir e vir numa cidade melhor. E sim Ciclista Urbano Voando Baixo, a câmera é uma ótima ideia. Pena que não pegue em 360°! Chove idiota de todas as direções! Mesmo assim, já põe em cheque as barberagens!

    ResponderExcluir

OPS... Este espaço é seu, respondo a todos os pitacos que vocês enviarem, mas não modero, portanto, seja objetivo e mantenha o nível!!


Original ROGÉRIO LEITE @ 2010