4 de maio de 2009

NADA FAZENDO...



Amigos...

Este final de semana foi de descanso. Ativo, porém descanso completo da bike. Na última saída, fiquei todo assado na virilha, e como já tinha um tempo empurrando esta assadura com a barriga, resolvi dar um tempo para ela cicatrizar. Já testei 2 bermudas, uma Fox e outra Giant. A segunda foi a que se mostrou melhor e a que considero a bermuda da pauleira, dos trechos mais longos, mais difíceis. Mas foi ela que estava usando nas últimas pedaladas. Acontece que, além dela, eu uso sempre uma roupa de baixo decente. Mas em um passeio do Gallus, curto portanto, não observei qual era a que eu tinha usado, até tira-la. Foi ai que apareceu a assadura! As melhores são as de cotton (algodão+elastano), em especial as zorbas e lupos. Mas eu havia usado uma de malha canelada, péssima porque a superfície da costura não é lisinha. No dia a dia, esta malha é macia, mas quando pedalamos, sempre acontece atrito, e isto é bastante para irritar a pele sensível da virilha, resumindo: assadura!

E você, qual roupa de baixo prefere para pedalar? Tem alguma indicação de modelo (slip, boxer, fraldão, suporte, etc?), material (algodão, cotton, seda, lixa de metal???) ou marca de preferência??? COMENTE!!!

13 comentários:

  1. Marcílio Sniper4 de maio de 2009 13:11

    Grande Roger, minhas assaduras, e o desconforto no selim, deixei de ter quando comecei usar hidratante tanto na virilha bem como nas partes em contato com o selim. Mais o importante e usar a bermuda de ciclista ( SEM CUECA ), tomei conhecimento de uma reportagem a respeito, e esta funcionando.

    Abraços Marcilio.

    ResponderExcluir
  2. sem cueca??? Putz marcílio, e não é pior? Deve atritar mais com aquele material da almofada!!! Será?!?! Opinem ai!!!

    ResponderExcluir
  3. Caro Rogério:

    Desde sempre que uso os calções com alças de ciclista sem cueca, que é como quem diz em pelota.
    Nunca me assei nem tive qualquer problema. Experimente e verá que não quer outra coisa.
    Agora não uso, mas já utilizei o pó de talco antes de vestir os calções.
    Aliáz os ciclistas também não usam nada por baixo e eles lá sabem, pois fazem milhares de km.
    Boas pedaladas sem assaduras...

    ResponderExcluir
  4. Olá rogério,

    Vou tentar ajudar...

    1º Calções de ciclista. Há outra forma de andar de bike?
    2ºHá calções e calções de ciclista... Nestas coisas não há nada como observar o melhor. Por ex: a ASSOS e a partir dai já tem termo de comparação.
    3º Limpeza... quer dos calções quer das partes baixas do ciclista
    4º o Calor torna o problema das assaduras mais provável, pelo que uns calções de licra fina e um chamoix sintético fazem toda a diferença.
    5. Cuecas sem custura e em microfibra... pergunte as moças que elas sabem disto.
    6. Sem cueca e com hidratante para passeios mais longos e com muito calor, mais tem de ter atenção á qualidade dos calções... senão não não corre bem

    Boas pedaladas,

    ResponderExcluir
  5. Filipe e Pedro, obrigado! Vou tentar fazer sem a cueca, para testar. Aqui o clima é muito quente e o mercado (ou eu) muito pobre. Uso bermudas Giant, de lycra fina, e com aquele acolchoamento da DuPont, antibactericida, etc... E tb tenho cuidado com a limpeza. Estudarei o ASSOS. Vamos ver se melhora! Afinal meus planos futuros incluem lllloooooonnnnnggggoooossss trechos, pedalando por dias e dias... vamos ver no que dá!

    ResponderExcluir
  6. Em tempo... Pedro, ASSOS é impossível! Veja o que custa no Brasil em
    http://www.pedalpower.com.br/index.php?destino=produto_info&id=2197
    algo como 6x o preço de outras bermudas nacionais. Pelo que li neste link, a qualidade deve ser fantástica, com 5 tecidos, cheias de "pra-que-isto", como dizemos aqui! Mas está primeiro ALÉM (muito além) do meu orçamento, e pior, acredito que seja mais indicado para competição. Estou mais voltado as cicloviagens, apesar deste tipo de uso ter paralelos com os ciclistas de longa distância, muitas horas pedalando. Continuo OLHANDO!

    ResponderExcluir
  7. Marcílio Sniper5 de maio de 2009 08:07

    Grande Roger, o hidratante que uso e base de aveia da marca SUAVITY, encontrei no EXTRA BOM, este hidratante foi mais eficiente que os de marcas famosas que usei, melhor ainda e o preço. Sobre massagens uso mesmo hidratante nos pés, não esquecer entre os dedos, ação, odor não chega perto.

    Abraços Marcilio

    EM TEMPO, hipoglos nem pensar.

    ResponderExcluir
  8. Ok Marcílio... o seu esquema bate com a sexta sugestão do Pedro Alves do DINÂMICA DO PEDAL (link na seção AMIGOS DO ALÉM...MAR). Pedro foi quem fez PORTUGAL NA VERTICAL no ano passado e estava se preparando para repetir quando caiu e rompeu o ACRÔMIO (ainda não descobri aonde se liga este ligamento! :))) ) na clavícula. Pedro tem experiência em longas pedaladas, já que pretende fazer um trajeto na França, de 1200km em 90 horas. Eu irei testar todas as sugestões POSSÍVEIS (a da bermuda ASSO está fora por falta de recursos, vc sabe, a crise, a perda de valor das minhas ações no mercado americano, etc... heheheh)

    ResponderExcluir
  9. iH... EM TEMPO... ACRÔMIO não é ligamento...
    http://www.anatomiaonline.com/superior.htm
    devia ter checado antes no Google! É uma projeção de osso da clavícula.
    Acrómio é o nome dado à apófise (projecção de um osso) da extremidade externa da espinha da omoplata, onde se prende o músculo deltóide. Articula-se, nos homens, com a clavícula.[1] Faz parte da face dorsal da escápula.[2]

    ResponderExcluir
  10. Luxação acromio-clavicular = ruptura total de um ligamento que liga o osso do ombro (acromio)à clavicula... pode ter vários níveis de gravidade de 1 a 5 bla bla bla...

    O assos tem preços que não se podem comprar... a minha sugestão era que vejam uns in loco para depois ter termo de comparação...

    ResponderExcluir
  11. Pedro... obrigado. Acho que vc quis dizer que a ASSOS tem qualidades que o preço não pode comprar!? Aqui temos uma grande variedade de boas bermudas, com almofadas de Cold-Dry, da Dupont, que mantém mesmo seco. Testei e gostei do esquema hidratante-bermuda, usando sem roupa de baixo. Realmente eu é que estava exagerando com o uso desta peça adicional! tks!

    ResponderExcluir
  12. Rogério, sei que o tópico é antigo, mas estava lendo teu blog e resolvi opinar.
    Já pedalei de suporte atlético com e sem copo.
    Para pedelar em terrenos acidentados, o copo é válido, pois evita que as "jóias da família" sejam danificadas com os prováveis impactos.
    Para o asfalto, o que no Brasil muitas vezes significa terrenos acidentados também, sem copo é confortável, porque mantém a bolsa escrotal "presa", e, com isso, sem margens para os testículos sofram algum trauma com os movimentos.
    Mas como muita gente escreveu aqui, sem cueca também é bom, desde seja um número abaixo, para que fique um pouco justa e faça a função que o suporte faz que é de "prender".
    Desculpe o looongo comentário e espero que tenha sido útil.
    Rodrigo.

    ResponderExcluir
  13. Rodrigo... já tem um tempo mesmo que escrevi sobre este assunto. Neste período usei várias "alternativas": com e sem cueca, com e sem hidratante, com e sem calção especial (de bermuda apenas!). O bermuda de ciclista com hidratante e com a cueca de algodão e elastano é a combinação que uso para trajetos de até 100 km. Já tentei fazer sem a cueca e quase fico de bunda na rua (bermudas tb rasgam e descosturam - inclusive as novissimas!!)Para rodar na cidade, trajetos curtos (ir no borracheiro, passar no shopping, etc.) eu uso a bermuda comum mesmo com cueca. Quero agora chegar ao nível de pedalar com qualquer calça!

    ResponderExcluir

OPS... Este espaço é seu, respondo a todos os pitacos que vocês enviarem, mas não modero, portanto, seja objetivo e mantenha o nível!!

DE OLHO NA BIKE



Click nas imagens e veja as fotos ampliadas no PICASA NA WEB!
Ei, QUER SUA FOTO AQUI TAMBÉM? Se tiver bicicleta nela, vale! Mande com uns 800 pixels de largura maior para CONTATO.RL@GMAIL.COM, com marca d'água, nome, email e/ou telefone. Atualizado todo final de semana.
No aguarde!

Original ROGÉRIO LEITE @ 2010